WFC – VI Workshop de Forense Computacional

Datas importantes

Registro e Submissão: 01/09/2017
Notificação de aceite: 29/09/2017
Versão final: 08/10/2017

Apresentação

A popularização da Internet e a proliferação de dispositivos eletrônicos de processamento e comunicação torna a tecnologia cada vez mais integrada à vida das pessoas. Ao mesmo tempo em que abre um leque virtualmente infinito de possibilidades de interação e colaboração, isso também cria oportunidades para a consecução de diferentes tipos de crimes. A área de forense computacional se preocupa em coletar, extrair, preservar e analisar evidências digitais de modo a embasar procedimentos investigativos e de auditoria. Os desafios são grandes, incluindo diversas barreiras tecnológicas, jurídicas e sociais que precisam ser transpostas e a necessidade de formação de profissionais qualificados para atuar nessa área.

O VI Workshop de Forense Computacional (WFC) visa ser um fórum para discussões e apresentações técnicas de trabalhos em torno do estado da arte de tecnologias relacionadas com forense computacional. Além disso, busca-se também identificar os desafios de pesquisa e possibilitar a integração de pesquisadores e profissionais da área.

Tópicos de interesse

Autores são convidados a submeterem trabalhos originais relacionados a forense computacional. Os tópicos de interesse incluem (mas não são limitados a):

  • Análise de campanhas de Ataques Persistentes e Avançados (APTs)
  • Análise de malware do tipo “bolware” (boletos bancários)
  • Análise de malware para POS/PDV (Point of Sale/Ponto de Venda)
  • Análise de tráfego, rastreamento e atribuição de ataques
  • Análise forense de ambientes virtualizados (máquinas virtuais e computação em nuvem)
  • Análise forense de armazenamento
  • Análise forense de bancos de dados
  • Análise forense de dispositivos embarcados e móveis
  • Análise Forense de IoT (Câmeras IP, Smart TVs, Video-Games)
  • Análise forense de memória
  • Análise forense de multimídia
  • Análise forense em redes e sistemas distribuídos
  • Análise forense em sistemas ICS/SCADA
  • Armazenamento e preservação de evidências digitais
  • Aspectos legais de evidências digitais
  • Big Data em forense, incluindo coleta, mineração e visualização de dados
  • Crimes digitais
  • Desenvolvimento e teste de ferramentas para forense
  • Detecção de pornografia e pornografia infantil
  • Estudos de caso e análise de tendências
  • Ferramentas computacionais para monitoramento e detecção de crimes
  • Ferramentas de comunicação pessoal e análise de redes sociais
  • Investigações de larga escala
  • Malware: análise forense e atribuição
  • Métodos e ferramentas para reconstrução de eventos
  • Ocultação e descoberta de dados (esteganografia e esteganálise)
  • Recuperação e reconstrução de dados
  • Resposta a incidentes e análise em tempo real
  • Técnicas anti-forense e anti-anti-forense

Instruções para autores

O WFC incluirá a apresentação de artigos aceitos para publicação, de palestra(s) convidada(s) e de um desafio de forense. Artigos poderão ser submetidos em duas categorias.

Artigos Completos: Um artigo completo deve apresentar um trabalho de pesquisa que tenha sido desenvolvido ao ponto de produzir resultados originais e relevantes, devidamente validados e analisados. Estes devem respeitar um limite máximo de 10 páginas.

Artigos Curtos: Um artigo curto pode descrever um trabalho de pesquisa em andamento ou uma ferramenta computacional e/ou experimentos práticos. Estes devem conter de 4 a 6 páginas. No caso de ferramentas e/ou experimentos, o artigo deve conter as seguintes informações:

  • Descrição e motivação do problema tratado pela ferramenta
  • Arquitetura da solução e descrição das principais funcionalidades
  • URL onde a ferramenta está disponível
  • URL da documentação da ferramenta e descrição da demonstração planejada

A formatação do texto deve seguir o padrão da SBC, disponível aqui. A submissão deve ser realizada no sistema JEMS utilizando somente arquivos no formato PDF.

Os trabalhos submetidos ao WFC serão avaliados por um corpo de revisores e os trabalhos selecionados serão organizados para apresentação e publicação nos anais do evento. No mínimo um dos autores de cada trabalho selecionado deverá se inscrever no Simpósio Brasileiro de Segurança da Informação e de Sistemas Computacionais (SBSEG) e comparecer ao evento para apresentar seu trabalho.

Todos artigos devem ser submetidos de forma anônima, ou seja, devem evitar qualquer informação no cabeçalho do artigo, no texto e nas referências que vinculem o artigo à identidade dos autores e suas instituições.

Direitos autorais

Junto com a versão final dos trabalhos aceitos para publicação no SBSeg17 é necessário enviar o Contrato de Cessão de Direitos Autorais à SBC. O contrato (de copyright) deve ser submetido via JEMS, preenchido com as informações relativas ao evento, coordenador(es), artigo e autores.

Comitê de organização

Coordenadores do WFC 2017

  • Díbio Leandro Borges (CIC, UnB)
  • Vinicius R. P. Borges (CIC, UnB)

Membros do comitê de programa

  • Altair Santin, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
  • Dino Amaral, Banco do Brasil (BB)
  • Flávio Deus, Universidade de Brasília (UnB)
  • Hugo Vieira Neto, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Iwens Sene Jr, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • João Gondim, Universidade de Brasília (UnB)
  • João Paulo Sousa, Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF)
  • Leandro Oliveira, Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Rafael Obelheiro, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Ricardo Dahab, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • William Schwartz, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)